Entenda as novas regras para prescrição e venda do zolpidem


Logo Agência Brasil

Remédios à base de zolpidem, em qualquer dose, vão ser prescritos com receita mais restrita a partir de agosto.

Esse medicamento é indicado para tratamento de curta duração da insônia, pra quem tem dificuldade pra dormir ou manter o sono.

Notícias relacionadas:

A medida foi aprovada pela Anvisa, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária, nesta quarta-feira (16).

O motivo da mudança é o uso irregular e abusivo do zolpidem por causa da norma que orientava o tipo de receita.

De acordo com a regra anterior, produtos com até 10 mg de zolpidem, por dose, eram vendidos com receita branca, de duas vias.

Acima dessa dosagem, a receita era mais restrita.

Com a mudança, a partir de agora, todos os remédios à base de zolpidem, em qualquer dosagem, vão ser prescritos com receita azul, com três vias.

Isso significa que o médico precisa estar previamente cadastrado na vigilância sanitária local, o que aumenta o controle sobre a venda do medicamento.

Pra aprovar a mudança, a Anvisa alegou também falta de dados científicos que justifiquem normas diferentes pra dosagens até 10 mg.

Segundo a Anvisa, o uso do zolpidem deve ser o menor possível e não pode passar de quatro semanas, a depender da orientação médica.

Isso porque há risco de a pessoa começar a aumentar a dose pra conseguir o mesmo efeito e ainda ficar dependente do remédio.

Saúde O medicamento é indicado para tratamento da insônia Brasília Anvisa aumenta controle na prescrição do zolpidem; veja o que muda Anvisa libera venda de álcool líquido 70% no RS por causa das cheias Anvisa lança painel para consulta de preços de medicamentos 16/05/2024 – 21:31 Roberta Lopes / Liliane Farias Oussama El Ghaouri – repórter da Rádio Nacional Insônia Zolpidem Anvisa quinta-feira, 16 Maio, 2024 – 21:31 92:00
Fonte: AGÊNCIA BRASIL – EBC

Aqui você pode expressar sua opinião livremente.