Com Sanders favorito e Biden apostando em recuperação, Nevada realiza caucus democrata neste sábado


Estado não usará a mesma tecnologia que deu problemas em Iowa, mas ainda assim há preocupação em relação à apuração. O senador e pré-candidato democrata Bernie Sanders caminha ao lado da mulher, Jane, entre eleitores e jornalistas, após um evento na Universidade de Nevada, em Las Vegas, na terça-feira (18)
AP Photo/Patrick Semansky
Ainda com certo trauma pela confusão em Iowa, os pré-candidatos do Partido Democrata voltam a participar de um caucus neste sábado (22), como parte das prévias para decidir quem será o candidato do partido à presidência dos EUA em novembro.
Desta vez a disputa será em Nevada, estado que irá atribuir 36 delegados.
Embora tenham desistido de usar o mesmo aplicativo para transmissão de resultados que gerou o caos na apuração em Iowa, os responsáveis pelo caucus de Nevada não conseguem evitar a preocupação dos voluntários, que temem que o treinamento seja insuficiente e gere confusão e atrasos na votação e na apuração (leia mais abaixo).
Após ficar em segundo lugar em Iowa e sair vitorioso da primária em New Hampshire, Bernie Sanders lidera as pesquisas em Nevada com bastante folga. Segundo média computada pelo site RealClearPolitics, ele aparece com 30%, bem à frente de Joe Biden – que deve melhorar seu desempenho após grandes decepções nos dois primeiros estados e tem 16%.
Em terceiro lugar surge a senadora Elizabeth Warren, com 14,5%, e apenas em quarto Pete Buttigieg, que parece não conseguir repetir em Nevada o sucesso de Iowa e New Hampshire, e soma apenas 12,5%.
Eleições nos EUA: entenda a diferença entre primária e caucus
Veja o calendário das eleições presidenciais dos EUA
Quem também não está bem em Nevada é Amy Klobuchar, que surpreendeu com um terceiro lugar em New Hampshire, mas agora aparece apenas em sexto, com 9,5%, atrás até mesmo de Tom Steyer, que tem 10,5%.
A próxima etapa das prévias democratas acontece no dia 29 de fevereiro, com a realização de primárias na Carolina do Sul.
Delegados
No total, o Partido Democrata irá enviar 3.979 delegados para sua convenção nacional, de 13 a 16 de julho, na qual será decidido o nome do candidato democrata à presidência. Para conquistar a nomeação, um pré-candidato precisa ter pelo menos 1.991 delegados a seu favor.
Até o momento, a distribuição de delegados está assim:
Pete Buttigieg – 22 (pode perder um após revisão em Iowa)
Bernie Sanders – 21 (pode ganhar um após revisão em Iowa)
Elizabeth Warren – 8
Joe Biden – 6
Amy Klobuchar – 6
O ex-vice-presidente e pré-candidato democrata Joe Biden participa de manifestação de membros do Sindicato de Trabalhadores do Setor Culinário, do lado de fora do Palms Casino, em Las Vegas, na quarta-feira (19)
AP Photo/Patrick Semansky
Caucus antecipado
Pela primeira vez, Nevada está adotando este ano um sistema de caucus com votação antecipada. Os eleitores tiveram a chance de começar a votar no dia 15, uma semana antes do caucus presencial.
Apesar de alguns problemas técnicos e de reclamações por causa de longas filas, a adesão foi grande: apenas no próprio sábado mais de 18.500 pessoas votaram, segundo o Partido Democrata no estado. Ao final do domingo, o número já ultrapassava os 26 mil.
Tradicionalmente, os moradores de Nevada gostam de votar logo. Nas eleições presidenciais de 2016, 56% deles votaram antecipadamente.
Como funciona
O sistema de votação antecipada no caucus foi criado para agilizar a prévia, mas pode acabar gerando ainda mais confusão. Isso porque muitos voluntários estão se queixando de não terem recebido treinamento apropriado para lidar com o equipamento e com o sistema de registro dos votos: um iPad e formulários do Google.
Quando um eleitor chega a um local para votar antecipadamente, o voluntário consulta seu iPad, no qual existe uma lista de votantes já registrados no partido (quem não for registrado em nenhum partido poderá se registrar na hora).
O eleitor então, após ter a confirmação de que está apto a votar, recebe um código eletrônico e preenche um formulário através do Google com seus dados.
Calendário da eleição presidencial dos EUA 2020
Roberta Jaworski/G1
Na hora da votação em si, ele tem que fazer um ranking com cinco candidatos, em sua ordem de preferência. Isso porque, em um caucus, quando o candidato da primeira escolha de uma pessoa não atinge o índice de 15% para ser considerado “viável”, ela tem a opção de votar novamente em outro.
Como no caso do voto antecipado o eleitor não voltará ao local, ele já deixa declaradas suas opções, caso seu candidato preferencial não seja considerado viável no dia 22.
Após preencher seu ranking, o eleitor assina seu voto, que será somado aos presenciais do mesmo local na apuração final.
Prévias eleitorais dos EUA em fevereiro
Roberta Jaworski/G1
Republicanos
Nevada é um dos estados onde o Partido Republicano decidiu cancelar suas primárias, cedendo todos os seus 25 delegados diretamente a Donald Trump. Embora existam outros pré-candidatos, o partido já anunciou seu apoio à reeleição do presidente, e por isso alguns estados simplesmente não realizarão qualquer tipo de votação.
Initial plugin text
Fonte: MUNDO

Aqui você pode expressar sua opinião livremente.