Lucro das Lojas Americanas cresce 62% no quarto trimestre


Vendas maiores e avanço das operações de comércio eletrônico alavancaram resultado. Consumidores se reuniram na frente das Lojas Americanas para aguardar abertura do local com ofertas da Black Friday.
Kid Júnior/ SVM
A Lojas Americanas teve lucro líquido de R$ 398 milhões no quarto trimestre, avanço de 62% sobre o desempenho de um ano antes, com vendas maiores e avanço das operações de comércio eletrônico do grupo.
Incluindo efeitos de créditos fiscais não recorrentes, o lucro da empresa somou quase R$ 600 milhões nos três últimos meses do ano passado, mais que dobrando sobre os 245,5 milhões registrados no quarto trimestre de 2018.
A companhia, controladora do grupo de varejo online B2W, teve crescimento de 9,2% na receita líquida, para R$ 6,46 bilhões, entre outubro e dezembro, concluindo um ano em que inaugurou um recorde de 230 lojas no país.
A geração de caixa medida pelo lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) ajustado foi de R$ 1,3 bilhão de reais, crescimento de 16,2% na comparação anual.
Expectativas
Analistas, em média, esperavam lucro líquido de 439,6 milhões para a Lojas Americanas no trimestre e um Ebitda de R$ 1,1 bilhão, segundo dados da Refinitiv.
Também nesta quinta-feira (20), a B2W divulgou seu balanço, mostrando queda no prejuízo do trimestre passado sobre o ano anterior, para R$ 22,3 milhões, e expansão de cerca de 31% na receita bruta de vendas (GMV).
As despesas com vendas, gerais e administrativas da Lojas Americanas em 2019 subiram 6,8%, mas recuaram 0,4 ponto como percentual da receita líquida.
Já o resultado financeiro líquido negativo do grupo em 2019 foi 2,5% menor, para uma despesa de R$ 1,52 bilhão.
Fonte: ECONOMIA

Aqui você pode expressar sua opinião livremente.