Lacen de Goiás deve receber amostras de outros estados para avaliar contaminação com coronavírus


Secretaria de Estado da Saúde disse que decisão de quais laboratórios atendem às demandas é do Ministério da Saúde. Lacen de Goiás deve receber amostras de outros estado
Secretaria Estadual de Sáude/Divulgação
O Laboratório Estadual de Saúde Publica Dr. Giovanni Cysneiro (Lacen-GO) deve receber amostras de pacientes de outros estados brasileiros para avaliar se há ou não contaminação pelo coronavírus. A equipe do local realizou exames nas 58 pessoas em quarentena na Base Aérea de Anápolis, a 55 km de Goiânia, concluindo que nenhuma delas está infectada.
A Secretaria de Estado da Saúde de Goiás (SES-GO) informou que, depois de ter uma equipe capacitada para a realização dessas análises, “deverá, sim, realizar exames coletados em pacientes de outros Estados”.
No entanto, o órgão disse que “a definição sobre quais Estados irão direcionar essas amostras é uma decisão que será tomada pela Coordenação Geral de Laboratórios de Saúde Pública e Ministério da Saúde (MS)”.
O G1 pediu outros detalhes à SES-GO nesta manhã e aguarda resposta.
Os repatriados e equipe que os buscou em Wuhan terão novas amostras coletadas na segunda-feira (17), que será o 7º dia de isolamento. Segundo a SES, a prioridade do Lacen é atender a essas análises, mas o laboratório também está preparado para atender outras demandas relacionadas ao coronavírus.
Riscos
Além do coronavírus, o teste também identifica outros 11 vírus respiratórios. O laboratório fará novas coletas e testes no sétimo e 14º dia de quarentena.
A superintendente em Vigilância em Saúde da Secretaria Estadual de Saúde, Flúvia Amorim, disse que, se se até o 14º dia as pessoas não apresentarem nenhum sintoma da doença, o risco torna-se praticamente zero.
Casos suspeitos no Brasil
O Ministério da Saúde informou nesta sexta-feira (14) que 4 casos suspeitos do novo coronavírus são investigados no Brasil. Desde o começo dos alertas, o Brasil descartou 43 suspeitas da doença. Nenhuma infecção pelo 2019 n-CoV foi confirmada.
Coronavírus: o que se sabe sobre o novo vírus que surgiu na China
Chineses improvisam proteção contra epidemia de coronavírus em meio a escassez de equipamentos
Os casos suspeitos em investigação estão: um em São Paulo, um no Paraná e dois no Rio Grande do Sul.
Coronavírus no mundo
O Egito confirmou o primeiro caso suspeito de Covid-19, a doença provocada pelo novo coronavírus. Com isso, já são 25 países em 5 continentes com registros suspeitos da doença (excluindo a China).
Na China, o Covid-19 já matou 1,3 mil pessoas. Há 63,9 mil casos confirmados – os números tiveram um incremento após uma mudança na metodologia, que passou a incluir exames de imagem (como radiografia e tomografia) para verificar a suspeita de infecção. Antes, era preciso comprovar por exame de RNA que os sintomas respiratórios eram provocados pelo Covid-19.
Confira a situação até as 14h55 desta sexta-feira (14):
1.381 mortos na China (incluindo um no território semiautônomo de Hong Kong)
2 mortes fora da China (uma nas Filipinas, e outra no Japão)
63.932 casos confirmados na China
505 casos confirmados em outros 24 países
OMS diz que epidemia por Covid-19 está controlada no resto do mundo
Ciclo do novo coronavírus – transmissão e sintomas
Aparecido Gonçalves/Arte G1
Veja outras notícias da região no G1 Goiás.
Fonte: SAUDE

Aqui você pode expressar sua opinião livremente.