Pequeno e rico, estado de New Hampshire, que faz primária presidencial nesta terça, tem histórico de rebeldia


Um dos menores nos Estados Unidos, estado é o segundo do país a votar para escolher um candidato democrata. Eleições americanas: o estado de New Hempshire
O estado de New Hampshire, no nordeste dos Estados Unidos, é o segundo a votar, nesta terça-feira (11), nas prévias eleitorais americanas para determinar quem será o candidato do Partido Democrata na corrida presidencial.
New Hampshire é um dos menores estados americanos, e fica numa região conhecida como Nova Inglaterra (que engloba, ainda, Maine, Vermont, Massachusetts, Rhode Island e Connecticut). Sua população, de cerca de 1,3 milhão de pessoas, é praticamente do mesmo tamanho que a de Guarulhos, na Região Metropolitana de São Paulo (com 1,2 milhão de habitantes).
New Hampshire fica no nordeste dos EUA e é um dos menores estados do país; capital é Concord
G1
A economia do estado está num bom momento, e as pessoas do estado vivem bem: a média de renda anual de uma família em New Hampshire é maior do que a média nacional.
O estado tem um espírito libertário: no século 18, foi uma das 13 colônias que se rebelaram contra o controle dos britânicos — e, assim, ajudaram a fundar os Estados Unidos da América. O lema oficial de New Hampshire é “vida em liberdade ou morte”.
Os eleitores do estado têm fama de serem imprevisíveis, porque tendem a não se filiar a nenhum partido político. Segundo a secretaria de estado, havia, em outubro do ano passado – data limite para registro de eleitores – cerca de 413 mil eleitores “não declarados”, 276 mil eleitores democratas e 290 mil republicanos.
New Hampshire também tem o apelido de ser “o estado do granito”, e o alimento oficial é a abóbora.
Primárias
Prévias eleitorais dos EUA em fevereiro
Roberta Jaworski/G1
Na semana passada, o estado de Iowa, no Meio-Oeste americano, deu a vitória de sua prévia ao ex-prefeito Pete Buttigieg, que levou 14 delegados. Em seguida vieram o senador Bernie Sanders, com 12 delegados; a senadora Elizabeth Warren, com 8; o ex-vice-presidente com Joe Biden, com 6; e a senadora Amy Klobuchar, com 1.
Veja perguntas e respostas sobre corrida presidencial nos EUA
Ao contrário de Iowa, que determinou seu vencedor por meio de um caucus, New Hampshire usa o sistema de primárias – semelhante ao das eleições gerais americanas, em que eleitores vão às urnas e escolhem, em cédulas de papel e de forma secreta, seu candidato preferido para concorrer com Donald Trump pela Casa Branca.
Da esquerda para direita: Joe Biden, Elizabeth Warren, Bernie Sanders, Pete Buttigieg, Donald Trump.
Fotos: Associated Press; montagem: G1
As primárias do estado vão enviar 24 delegados à Convenção Nacional dos Democratas, em julho. Serão 3.979 delegados no total, que vão votar para determinar o candidato do partido.
Em uma média de pesquisas computada pelo site RealClearPolitics nesta terça-feira, Bernie Sanders aparece com 28,7% das intenções de voto no estado, seguido por Pete Buttigieg com 21,3%. Amy Klobuchar, que cresceu após o mais recente debate, na sexta-feira (7), chegou ao terceiro posto, com 11,7%. Ela é seguida de perto por Elizabeth Warren e Joe Biden, ambos com 11%.
Sanders pode ainda levar vantagem porque há, em New Hampshire, mais eleitores inscritos como independentes do que aqueles que se declaram ligados ao Partido Democrata. Em 2016, Sanders, que é senador por Vermont, derrotou Hillary Clinton no estado por 60% a 38%.
O Partido Republicano – embora já tenha anunciado que irá apoiar a candidatura de Donald Trump à reeleição – também realiza primárias em New Hampshire nesta terça. O partido irá atribuir 22 delegados e Bill Weld, que já concorreu em Iowa, volta a desafiar o presidente.
Calendário da eleição presidencial dos EUA 2020
Roberta Jaworski/G1
Fonte: MUNDO

Aqui você pode expressar sua opinião livremente.