Estado Islâmico reivindica ataque com faca em Londres


Três pessoas ficaram feridas em Streetham, região sul de Londres. Agressor foi morto pela polícia. Homem com faca ataca duas pessoas em Londres
Associated Press
O Estado Islâmico reivindicou ataque com faca que deixou três feridos em Streetham, região sul de Londres, no domingo (2). O agressor, que já estava sendo observado pela polícia, foi baleado e morto por policiais.
Sudesh Amman, de 20 anos, já tinha ficado preso por três anos e quatro meses por ter divulgado material de incitação ao terrorismo. Ele tinha sido libertado havia uma semana. Policiais informaram que ele vestia um colete-bomba falso.
Após o incidente, o primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, disse que o governo anunciará planos que irão mudar a maneira de lidar com os condenados por crimes de terrorismo, nesta segunda-feira (3).
Dois dos feridos, um homem e uma mulher, foram esfaqueados pelo agressor e a terceira, uma mulher, foi atingida por estilhaços dos disparos feitos pela polícia contra o criminoso.
Homem que esfaqueou pessoas em Londres já havia sido preso
Agressor
Sudesh Amman se declarou culpado por portar documentos e materiais de divulgação terroristas. No mês seguinte ele foi condenado a mais de três anos de prisão.
Ele tinha 17 anos e morava com sua mãe e irmãos mais novos quando começou a cometer crimes de terrorismo, segundo a Reuters. A polícia britânica tomou conhecimento das suas atividades em abril de 2018 e ele foi preso, um mês depois, por policiais armados em uma rua ao norte de Londres.
Quando policiais examinaram seus computadores e telefone, descobriram que ele havia baixado material sobre a fabricação de explosivos e a realização de ataques terroristas.
Cerca de dois meses atrás, outro ataque terminou com várias pessoas esfaqueadas na região da London Bridge, área central da cidade. Duas delas morreram e o suspeito do ataque foi baleado e morto pela polícia. O caso foi tratado como um ataque terrorista.
O ex-chefe do Escritório Nacional de Segurança Contra o Terrorismo, Chris Phillips, disse que o incidente “se parece muito com o que vimos na ponte de Londres há apenas alguns meses”, segundo a BBC.
Ataque deixou esfaqueados em Londres; um homem foi baleado e morto pela polícia
Roberta Jaworski/G1
Fonte: MUNDO

Aqui você pode expressar sua opinião livremente.