Rio teve a maior perda de vagas formais entre os municípios em 2019


Veja as cidades que mais perderam e as que mais criaram empregos formais no ano passado, segundo dados do Caged. No ano em que o Brasil criou o maior número de vagas formais desde 2013, o Rio de Janeiro foi na contramão. A cidade foi a que mais fechou postos de trabalho com carteira assinada em 2019, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged).
Rio de Janeiro é a cidade que mais perdeu empregos de carteira assinada em 2019
Foram 6.640 vagas a menos no ano passado – a maior perda verificada entre os municípios do país. Em 2018, o Rio havia criado 3.205 postos formais, registrando saldo positivo após três anos seguidos de perdas, nos quais acumulou quase 280 mil postos a menos.
O setor de serviços teve o pior desempenho no ano passado no Rio, com fechamento de 7.271 vagas, seguido pela indústria de transformação, com perda de 3.143 postos. Essas perdas foram parcialmente compensadas pelo comércio, onde houve ganho de 4.501 vagas formais.
Caged Rio de Janeiro
Economia G1
São Paulo criou mais vagas
Na outra ponta, São Paulo criou o maior número de vagas formais no ano: foram 80.831 novos postos – acima dos 60.714 do ano anterior.
Na capital paulista, os serviços responderam pela maior parte dos empregos formais, 62.108, seguido pelo comércio, com 7.820 vagas, e construção civil (6.541). Apenas a administração pública e a indústria de transformação tiveram perda de vagas – 1.153 e 959, respectivamente.
São Paulo Caged
Economia G1
Veja as 20 cidades que mais criaram e mais perderam vagas formais em 2019
Ranking – cidades que mais criaram vagas em 2019
Economia G1
Ranking – fechamento de vagas em 2019
Economia G1
Fonte: ECONOMIA

Aqui você pode expressar sua opinião livremente.